Tabelião de Barueri recebe a visita do Corregedor Geral de Justiça

Acompanhado do desembargador do TJ-SP, Dr. Ricardo Dip, e da juíza corregedora de Barueri, Dra. Anelise Soares, o desembargador José Renato Nalini realizou inspeção correicional

No último dia 11 de outubro, o 1º Tabelião de Notas e Protesto de Barueri recebeu a visita correicional do Corregedor Geral da Justiça do Estado de São Paulo, desembargador José Renato Nalini, e da juíza Corregedora de Barueri, Dra. Anelise Soares, que estiveram acompanhados pelo também desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), Dr. Ricardo Henry Marques Dip.

O Corregedor elogiou a atuação do tabelião em Barueri. “É uma satisfação visitar o 1º Tabelionato de Notas e Protesto de Letras e Títulos de Barueri tão bem titularizado pelo Dr. Ubiratan Guimarães, que foi elogiado na ata da visita correicional, não apenas pela excelência das instalações, mas também pelo esmero na prestação de um serviço relevantíssimo que é o extrajudicial de notas”.

Na oportunidade, Ubiratan Guimarães, que estava no XXVII Congresso Internacional do Notariado em Lima, Peru, voltou ao Brasil para acompanhar a visita e apresentou aos magistrados toda a estrutura e rotinas do Tabelionato, explicando a função de cada setor. O Corregedor aproveitou a oportunidade para abrir sua firma e consultar simbolicamente se havia algum protesto em seu nome, utilizando um dos equipamentos disponíveis para o público.

O Corregedor aproveitou a oportunidade para abrir sua firma

Nalini ressaltou também a importância de um bom relacionamento entre os sistemas judicial e extrajudicial, frisando que os serviços prestados pelo Tabelionato de Notas são fundamentais para a sociedade e que os notários e registradores tem capacidade para ir muito mais além em suas funções . “Eles já provaram – os delegados – que executam bem, com eficiência e exação, várias das atribuições que foram extraídas do Judiciário e hoje estão cometidas a eles, mas há um leque imenso de outras atribuições que poderiam ser transmitidas.”

Finalizando a visita, o Corregedor ressaltou a importância de todos os cartórios brasileiros trabalharem em conjunto com o Poder Judiciário e juntos, aderirem aos meios tecnológicos. “Vamos caminhar juntos, abrir sendas novas, mergulhar na tecnologia que é irreversível, e tornar a nossa caminhada paralela no mesmo sentido, que é o de assegurar e oferecer o justo a todos àqueles que necessitam da justiça, pois ela é um bem fundamental.”