Conhecimento em Direito Notarial e Registral facilita entrada no mercado de trabalho

Cartórios, imobiliárias e financeiras valorizam conhecimento específico na área notarial e de registro de imóveis, disponível em cursos do Inoreg.

A última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revela que as taxas de desemprego no Brasil aumentaram em relação ao ano anterior. No final de 2006, cerca de 8,4% da população estava sem trabalhar. No início do ano seguinte, o número saltou para 9,3%. Uma maneira prática de “driblar” essa estatística é investir em conhecimentos específicos.

O setor de cartórios, imobiliárias, bancos e financeiras é um exemplo desta tendência de mercado, valorizando conhecimentos como o direito notarial e registral. Este ramo do direito envolve escrituras, contratos, partilha de bens, compra e venda de imóveis urbanos e rurais, além de ações de movimentação financeira. Na área específica de cartórios, a remuneração varia muito de um lugar para outro, entretanto o funcionário com especialização já entra no mercado de trabalho com um diferencial e, na prática, ganhando mais.

De acordo com o diretor de projetos do Inoreg (Instituto de Estudos dos Escrivães, Notários e Registradores), Romualdo Miura, existe uma oportunidade potencial de crescimento com a especialização em direito notarial e registral e participação em cursos para quem trabalha em áreas que estão fora da esfera dos cartórios, mas se relacionam com eles, como é o caso de imobiliaristas, advogados, bancários e consultores financeiros. “Com a especialização, professores de alto nível repassam aos alunos o conhecimento de anos de profissão, permitindo um crescimento rápido dentro da empresa ou a melhora do próprio negócio”, conta Miura.

Qualificação Social

O Inoreg, que é o braço acadêmico da Anoreg-BR (Associação dos Notários e Registradores do Brasil) e seus parceiros oferecem desde Julho um inédito Projeto de Qualificação Social, gratuito, que conta com módulos programáticos em Curitiba e em todas as regiões do Paraná.

O Projeto vem sendo desenvolvido há alguns meses pelo instituto, que coloca à disposição dos alunos os melhores professores das áreas notarial e registral. As aulas são direcionadas para oficiais e funcionários de cartórios, além de estudantes universitários de Direito. “As faculdades não têm disciplinas específicas sobre o tema registral, por isso é muito importante a participação dos estudantes de Direito. Com esse projeto social, o Inoreg contribui para que a conscientização do assunto ocorra de forma mais tranqüila”, explica o advogado Fernando Abreu Costa Júnior, palestrante do Curso.

A opinião do professor é reforçada pelos alunos. “Por não fazer parte da grade, o assunto tratado no curso é um conhecimento a mais, um diferencial”, afirma Luís Carlos dos Santos, estudante do 8º período de Direito na PUC-PR. Profissionais que já atuam na área também vêem vantagens em aderir ao Projeto Social. “Participar desse curso é muito importante, pois adquirimos conhecimentos das rotinas do cartório, necessários para termos uma melhor compreensão do assunto que está ligado ao nosso trabalho”, diz Diego Carlos Pugin, técnico judiciário da vara cível da Justiça Federal.

A maior vantagem para os alunos é que o Projeto é ofertado de forma gratuita e os aprovados recebem um certificado de conclusão ao final do Curso, o que ajuda a enriquecer o currículo. As aulas estão divididas em quatro módulos programáticos: Registro Civil, Registro de Imóveis, Tabelionato de Notas e Documentoscopia e Grafotecnia. Curitiba, Castro, Paranavaí e Jacarezinho são as cidades por ora beneficiadas com módulos do Projeto de Qualificação Social.