CNB-SP vai a Brasília-DF debater projetos de desjudicialização para o Notariado

Brasília (DF) – O Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo (CNB-SP) esteve em Brasília-DF nesta quarta-feira (29.10) participando da reunião mensal da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR) que debateu as sugestões de notários e registradores para encaminhamento ao Grupo Interministerial criado pela Secretaria da Reforma do Judiciário, órgão do Ministério da Justiça, de propostas de desjudicialização de processos que possam passar do Judiciário para o extrajudicial.


O presidente do CNB-SP, Ubiratan Pereira Guimarães debate com notários e registradores imobiliários na sede da Anoreg-BR, em Brasília-DF


O Oficial de Distribuição do Estado do Rio de Janeiro, Márcio Braga, fala ao auditório durante reunião na sede da Anoreg-BR

Participaram das discussões o presidente do CNB-SP, Ubiratan Pereira Guimarães, a 1ª Tabeliã de Notas de São José dos Campos, Laura Ribeiro Vissotto, e o 26° Tabelião de Notas da Capital, Paulo Roberto Gaiger Ferreira. Entre os temas debatidos pelos notários na Capital Federal estiveram o usucapião extrajudicial, a realização de atos da Lei 11.441 mesmo existindo menores e incapazes, bem como quando da existência de testamento.


O presidente da Anoreg-BR, Rogério Portugal Bacellar (centro), o vice-presidente da entidade, Cláudio Marçal Freire (dir.) e o secretário da Anoreg-BR, Germano Toscano de Brito coordenam reunião na sede da entidade

Plenário de notários e registradores na sede da Anoreg-BR durante reunião nacional do mês de outubro em Brasília-DF

As propostas de desjudicialização encaminhadas por notários e registradores foram discutidas durante a reunião mensal da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR) em Brasília-DF, na qual as diversas especialidades reuniram-se por meio de suas lideranças e debateram as propostas sugeridas por colegas de todo o Brasil. Formados os Grupos de Trabalho, divididos por especialidades, foram definidas as prioridades de cada natureza que foram levadas nesta quinta-feira (30.10) ao Grupo Interminesterial.

31/10/2008