CNB-SP editará Revista Jurídica de Direito Notarial

Publicação será trimestral e contará com textos jurídicos e científicos sobre doutrina e jurisprudências. Lançamento será no XIV Simpósio de Direito Notarial

Nesta segunda-feira (11.05) o Colégio Notarial do Brasil – seção São Paulo (CNB-SP) deu um grande passo para a valorização institucional da atividade notarial no País, com a assinatura do contrato com a editora Quartier Latim para a edição da Revista jurídica de Direito Notarial, que será editada pelo CNB-SP e distribuída para a comunidade jurídica e entidades governamentais dos poderes Judiciário, Executivo e Legislativo.

Participaram da assinatura do contrato para a realização da revista o presidente do CNB-SP, Ubiratan Pereira Guimarães, o vice-presidente, Mateus Brandão Machado, os coordenadores do projeto, Marco Antonio Greco Bortz e Jussara Citroni Modaneze, o secretário do CNB-SP, Sérgio Ricardo Watanabe, as diretoras Laura Ribeiro Vissotto, Ana Paula Frontini, e o tabelião Rodrigo Valverde Dinamarco.

“Esta é uma iniciativa importantíssima para a atividade notarial, pois esta revista jurídica será importante fonte de consulta e de divulgação de doutrina da nossa atividade para a comunidade jurídica e os diversos órgãos governamentais”, disse o presidente do CNB-SP.

As revistas serão trimestrais e trarão artigos jurídicos sobre doutrina e jurisprudência notarial, de autores nacionais e contribuições de juristas de outros países que utilizam o sistema do notariado latino. O lançamento oficial está previsto para o XIV Simpósio de Direito Notarial, que será realizado entre os dias 19 e 21 de junho na cidade de Indaiatuba.

“Este projeto é a decantação da atividade notarial, de modo científico e realizado pela entidade representativa dos notários, que é o CNB-SP”, disse o Delegado Regional de Araçatuba. “É uma iniciativa essencial do Colégio Notarial, pois agora vamos poder difundir nossa atividade de modo essencialmente jurídico para todos aqueles que desconhecem o sistema notarial brasileiro”, explicou a tabeliã Jussara Citroni Modaneze.

12/05/2009