CNB-SP e Arpen realizam 1º edição de Certificação Digital em parceria


Evento ocorreu sábado (27.06) no centro de São Paulo e recebeu mais de 230 pessoas, sendo 94 notários e 140 registradores.

Clique aqui e veja o álbum de fotos.

No último sábado (27.06) o Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo (CNB-SP) e a Associação de Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP) promoveram a 1ª edição do Programa de Certificação Digital Conjunto, para notários e registradores civis. O evento foi realizado no Grand Hotel Ca’d’Oro, no centro da Capital e teve a participação de 234 pessoas.


O Centro de Convenções do Grand Ca d Oro Hotel recebeu mais de 230 pessoas para o 1ª evento conjunto entre CNB-SP e Arpen-SP

Ministraram palestras no evento o diretor de Certificação Digital do CNB-SP e 26º Tabelião de Notas da Capital, Paulo Roberto Gaiger e os consultores do Colégio Notarial e da Arpen-SP, Patrícia Paiva e Manuel Matos – também presidente da Câmara E-net. Representando a Arpen-SP estiveram presentes no evento o Oficial Lázaro da Silva, assessor especial de Informática e Registrador Civil do 2º Subdistrito de São Bernardo do Campo e Monete Hipólito Serra, Registradora Civil do Distrito do Jaraguá e Membro da Comissão de Programas de Registro Civil da Arpen-SP.

“Estou achando maravilhoso este evento, muitas pessoas compartilhando uma mesma coisa e com um custo menor para as duas associações. Nos unimos e facilitamos o serviço aos associados. Tanto o notário quanto o registrador necessitam de informações um do outro e hoje estamos compartilhando essas questões”, disse Lázaro da Silva.


Representando as duas entidades, Paulo Roberto Gaiger (esquerda) e Lázaro da Silva (direita)

Foram criados dois postos de atendimento, em dois andares do hotel, para que notários e registradores emitissem seus certificados separadamente e com horários agendados. Foram 61 certificados emitidos por tabeliães e 101 certificados para registradores, estes emitidos ao longo das duas semanas do evento.

“A Certificação Digital é necessária, precisamos garantir mais uma atividade para o Registro Civil e a certificação é uma delas, por isso minha instalação técnica já está quase pronta, meus funcionários estão aqui para retirarem o seu certificado e estão habilitados para que, assim que sair o provimento, começem a trabalhar”, revela Jane Maria Romantini, Registradora Civil de Porto Feliz.

Jane Maria Romantini, Registradora Civil de Porto Feliz com seu Certificado
Digital emitido pela AC BR

Evaristo Anézio de Melo, Registrador Civil e Tabelião de Notas de Brás Cubas, entende que “no momento tudo corre para a certificação digital, temos que nos atualizar e acompanhar tudo isso, não ficar parado no tempo. Entendo pouco sobre o assunto, mas hoje servirá para conhecer melhor as utilidades da certificação.”

O evento teve iníciou com o consultor Manuel Matos falando sobre os reflexos das leis 11.280/06 e 11.419/16 no Poder Judiciário e na atividade registral. Abordou também processos eletrônicos e a necessidade de todos se prontificarem para tornarem-se Instalações Técnicas. “O evento conjunto seria inexorável, pois todos fazem parte da mesma disposição constitucional, que é o artigo 236 da Constituição Federal. Registradores e notários são irmãos de uma mesma família. Esse esforço conjunto coroa o processo de amadurecimento da busca em se modernizar e diminuir custos”, revela Matos.


Manuel Matos iniciou o evento com sua palestra sobre as leis 11.280/06 e 11.419/16 e seus reflexos

A consultora Patrícia Paiva ministrou a segunda palestra, abordando com maior ênfase as etapas e procedimentos para se iniciar o processo de Instalações Técnicas, o que dá aos tabeliães e registradores a possibilidade de tornarem-se postos da AC Notarial e AC BR, respectivamente.


Patricia Paiva realizou a segunda palestra, explicando detalhadamente o processo para se tornar uma Instalação Técnica

Monete Serra procurou falar brevemente sobre os atos eletrônicos, voltando suas informações aos registradores, e destacando a facilidade de comunicação dos documentos entre notários e registradores com o advento da tecnologia. Em seguida, para iniciar sua palestra – a terceira e última do dia – Paulo Roberto Gaiger mostrou documentos da antiguidade, para em seguida concluir que o ciclo do papel aproxima-se do fim.


Abordando a facilidade de comunicação com a tecnologia atual, Monete Serra falou aos registradores

De acordo com Paulo Gaiger, “o Colégio Notarial do Brasil tem uma esperança muito grande nesse trabalho conjunto com a Arpen-SP, para atender aos notários e registradores, e capacitá-los de forma a atuarem de forma competente na área da Certificação Digital. Primeiro se capacitando, conhecendo o meio, a tecnologia e podendo então dizer à população que este serviço é seguro e ensiná-los”.


Paulo Roberto Gaiger encerrou o dia mostrando as formas de documentação desde a antiguidade

A próxima edição do Programa de Certificação Digital de Notários e registradores será em São José do Rio Preto, no dia 25 de julho.